Tlm. 931 612 825 | Tel. 253 962 739

Bem-vindo à Clínica Veterinária Animal Especial.

Alimentação de furões

Nos últimos tempos, os furões são cada vez mais comuns como animais de estimação. Hoje vamos falar sobre a dieta recomendada para um furão.

Os furões são carnívoros estritos, o que significa que quase 100% da sua alimentação é à base de outros animais. Por isso, é difícil, em casa, fornecer uma dieta equilibrada para um furão.

Para um animal adulto, a base da alimentação deve ser ração comercial de furão ou gato com 30% a 35% de proteína de origem animal e 15 a 20% de gordura. No caso de furões jovens (até aos 9 meses) ou fêmeas gestantes, o teor de proteína deve ser superior a 35% e o de gordura superior a 20%. Para além da alimentação base, deve-se dar como suplemento presas inteiras em cru, adequadas ao tamanho do animal 1 vez por semana. Estas podem ser ratos pequenos ou pintos produzidos sob condições sanitárias controladas e adequados para alimentação de furões, que podem ser comprados congelados em lojas de animais. Outros alimentos a dar como suplemento 2 a 4 vezes por semana são: ovos, crustáceos, peixe, insectos e larvas de insectos, carne, vísceras, patê de gato com elevado teor de proteína. Estes alimentos devem ser dados, preferencialmente cozinhados para prevenir infeções por Salmonella species, Campylobacter jejuni ou Escherichia coli.

Outros alimentos como frutas, biscoitos de furão ou pastas ricas em ómegas devem ser dados em muito pouca quantidade pois são ricos em açúcar e podem predispor à ocorrência de insulinomas (tumores no pâncreas).