Tlm. 931 612 825 | Tel. 253 962 739

Bem-vindo à Clínica Veterinária Animal Especial.

Banhos & tosquias

Quando se adquire um animal de estimação, os banhos e a sua frequência são uma das maiores dúvidas dos tutores. Neste artigo vamos tentar esclarecer-lhe todas essas dúvidas.

Pelo

Para começar, devemos saber que existem diferentes tipos de pelos (lisos e duros) e que existem animais que possuem duas camadas de pelo.

Consoante a sua pelagem, estes exigem cuidados e necessidades diferentes.

A mudança do pelo vem normalmente acompanhada pela mudança de estação. Nessas alturas vai notar uma maior queda do pelo.

Banho

Dar banho em casa aos nossos patudos é possível mas por vezes pode tornar-se num desafio. Lembre-se de ter ao pé de si tudo o que é necessário (champô, toalha, secador).

Nunca deve usar os nossos produtos de higiene nos nossos patudos pois a pele deles é diferente da nossa e pode-lhes causar problemas.

A temperatura da água deve ser morna e devemos proteger os ouvidos com um pouco de algodão por forma a evitar otites. No final deve retirar o algodão e limpar o ouvido com uma compressa seca.

A secagem com toalha e secador é muito importante, quer no verão, quer no inverno pois evita o aparecimento de dermatites e maus cheiros.

A periodicidade dos banhos depende muito do estilo de vida de cada animal, mas o recomendado é aproximadamente uma vez por mês.

Sempre que o animal se suja em demasia, é benéfico dar-lhe um banho.

No verão, devemos ter um cuidado acrescido com as idas à praia. No final, deve sempre lavar o seu animal com água doce para eliminar o sal e remover a areia.

Aos cachorros e gatinhos, também se pode dar banho desde que sejam muito bem secos no final com toalha e secador e sejam mantidos num sítio quentinho.

Os gatos são animais que por norma stressam bastante com o banho. Como conseguem fazer a sua higiene e são extremamente limpos, o banho deve ser dado somente se estiverem muitos sujos ou então na altura de fazer a tosquia.

Em animais difíceis, ou de maneira a evitar banhos desnecessários, existem alternativas ao banho usual, tendo como opções champô seco (spray ou espuma) ou toalhitas que ajudam a remover a sujidade e o mau cheiro do pelo. No inverno são uma ótima alternativa.

A escovagem é muito importante para remover o pelo morto e velho, impedindo a criação de maus cheiros. Ajuda a diminuir a queda do pelo e deve ser feita diariamente, se possível, para manter o pelo do seu animal saudável. Existem escovas adequadas para cada tipo de pelo. Peça ajuda no seu veterinário na hora de escolher.

A melhor opção é leva-lo a um sítio profissional, onde uma pessoa qualificada saiba manusear o seu animal sem lhe causar demasiado stress.

Tosquia

A tosquia serve para renovar o pelo do nosso animal e mantê-lo mais forte. Tendo em conta o tipo de pelo, pode ou não ser aconselhável a tosquia.

  • Nos cães de pelo duplo, como por exemplo, o pastor alemão, o sub-pelo muda aquando da estação do ano para que mantenha a proteção contra o frio e o calor. Nessa altura, é indicado que faça um banho num sítio profissional, para que seja feita uma boa escovagem, de maneira a eliminar todo o pelo morto e velho. Os animais com este tipo de pelo não são candidatos à tosquia.
  • Os cães de pelo curto, como os labradores, apesar de largarem muito pelo, também não devem ser tosquiados.
  • Apenas os animais de pelo longo devem ser tosquiados.
  • Nos gatos, a tosquia só deve ser feita em gatos de pelo comprido e se necessário. Devem ser habituados a ser escovados e manipulados desde cedo.

Existem quatro principais tipos de tosquia que são:

  1. Tosquia completa
  2. Tosquia higiénica ( usada para remover pelo das zonas que mais necessitam de higiene, como a barriga, zona genital, olhos…)
  3. Tosquia de raça ( o Caniche, por exemplo, tem um corte próprio de raça que o favorece esteticamente)
  4. Stripping (técnica de tosquia em que o pelo é removido à mão. Os animais de pelo cerdoso como os Schnauzer são candidatos ideias a este tipo de tosquia).

Sempre que desejar tosquiar o seu patudo, deve levá-lo a um profissional para que tenha o melhor resultado possível, pois é uma pratica que requer paciência e sabedoria.

Espero que este artigo tenha sido esclarecedor. Se ficou com dúvidas, não hesite em contactar-nos!

Lembre-se que uma boa higiene é fundamental para a saúde e bem estar do seu animal de estimação.