Tlm. 931 612 825 | Tel. 253 962 739

Bem-vindo à Clínica Veterinária Animal Especial.

O que fazer se o meu animal tem dores?

Por vezes, os nossos animais começam a manifestar dores de um momento para o outro. Esta situação costuma trazer algum grau de angustia ao tutor, uma vez que podem ficar sem saber como atuar perante este quadro. Há sempre dúvidas sobre que medicamentos podem tomar e se as dosagens são ou não seguras.

Nestas situações deve sempre contactar um médico veterinário e expor a situação.

Nunca se deve administrar qualquer tipo de medicação por iniciativa própria.

Algumas pessoas pensam que os medicamentos que utilizamos para nós e para as crianças, são também seguros para os animais. No entanto, esta ideia está completamente errada. O paracetamol (que muito gente conhece como Ben-U-RonR) é tóxico para gatos. O paracetamol, nestes animais, é transformado num metabolito tóxico que irá provocar alterações nos glóbulos vermelhos e a sua destruição. Desta maneira, cerca de 12 horas após a ingestão do Paracetamol, o gato pode começar a apresentar sinais de falta de ar e ficar com as mucosas muito roxas (cianose). Estes casos são verdadeiras urgências e o animal deve ser assistido por um médico veterinário, o mais depressa possível.

O Ibuprofeno (mais conhecido com BrufenR) está muito associado à formação de úlceras gastrointestinais em cães. Para além de este medicamento, não ter doses seguras estudadas para animais, sabe-se que eles demoram muito mais tempo a metaboliza-lo. A sua toma nas doses habituais dos humanos (mesmo que se usem as doses de crianças) está associado frequentemente a sintomas como vómitos com sangue, devido à formação de graves úlceras no estômago.

Então, o que posso fazer?

Em primeiro lugar deverá contactar o seu médico veterinário e explicar a situação. Ele, melhor do que ninguém, conhece o seu melhor amigo e poderá ajustar o melhor tipo de medicamento para controlar a dor que ele apresenta nessa situação em particular. A medicação usada é escolhida, não só de acordo com o grau de dor presente, mas também com a idade do animal e presença de outras patologias ou doenças que ele tenha.

Atualmente já existem diversos grupos de medicamentos usados para controlar a dor:

  • AINE’S
  • Cox-2 seletivos
  • Opioides
  • Agonistas sintéticos do recetor Mu e inibidores de aumentos de serotonina e norepinefrina.
  • Analgésicos para dor neuropática
  • Tratamentos com anticorpo monoclonal
  • Antagonistas de NMDA (N-metil-D-aspartato)
  • Infusões contínuas com combinação de diversos medicamentos de controlo da dor.

Todos estes grupos de medicamentos possuem diversos princípios ativos com doses estudadas para os animais e por isso podem ser usados com segurança, quando prescritos por um médico veterinário.

A Acupuntura Veterinária é também um método eficaz para controlo da dor e o seu efeito é já reconhecido e comprovado cientificamente.

Animais com situações de dor crónica, como por exemplo osteoartite secundária a displasia da anca, beneficiam de tratamento de controlo da dor prolongado no tempo. Nestes casos é possível fazer tratamentos seguros combinando diversos medicamentos de controlo da dor e sessões de acupuntura.

Estamos do seu lado, mesmo nos momentos mais desafiadores. Alguma dúvida, não hesite em contactar-nos.

Bibliografia:

PLUMB, Donald C.. Veterinary Drug Handbook. 7ª edição. Wisconsin: PharmaVet inc.;2011

NELSON, Richard W., COUTO, C. Guillermo. Small Animal Internal Medicine. 6ª Edição. St. Louis: Elsevier editora; 2020