Tlm. 931 612 825 | Tel. 253 962 739

Bem-vindo à Clínica Veterinária Animal Especial.

Praganas, um perigo escondido!

Com a chegada do bom tempo, sentimo-nos com mais vontade de dar passeios com os nossos amigos de 4 patas, mas também chegam alguns perigos que nos passam despercebidos.

Neste artigo vamos falar sobre o perigo das praganas e quais as suas consequências para os nossos patudos.

Devido à sua forma em arpão, estas gramíneas agarram-se muito facilmente ao pelo dos cães e dos gatos, sendo que os animais de pelo comprido são os mais afetados com este tipo de problema. Mas todos estão sujeitos, pois os nossos amigos gostam sempre de brincar e correr nas ervas e adoram farejar tudo.

Quando agarradas ao pelo, estas vão progredindo sempre na mesma direção até penetrarem na pele, sem depois conseguirem sair.

As zonas mais comuns onde estas se costumam alojar são:

  • olhos
  • ouvidos
  • entre os dedos
  • narinas

sendo que se podem alojar em qualquer zona do corpo.

As lesões provocadas por este tipo de planta gramínea podem ser por vezes muito graves, pelo que uma ida ao veterinário para posterior avaliação é fundamental.

Dependendo da sua localização, os animais podem apresentar sintomas diversificados, tais como: sacudir excessivamente a cabeça, hemorragia nasal, claudicar, coçar o olho e não o conseguir abrir por ter dor, etc…

Para prevenirmos estas situações, devemos evitar os passeios em zonas de ervas altas onde haja este tipo de gramíneas. Caso não seja possível, deve sempre no final de cada passeio, examinar todas as zonas do corpo do seu animal, incluindo as zonas interdigitais. A escovagem também ajudará a eliminar qualquer tipo de erva que esteja presa ao pelo.

Em caso de dúvida, contacte o seu médico veterinário. Estaremos ao seu dispor para qualquer tipo de esclarecimento.

Muito importante!!!
Se a pragana estiver em algum orifício como olhos, nariz ou ouvidos, deve dirigir-se de imediato à sua clínica veterinária e em circunstância alguma, deve tentar retirá-la sem supervisão médica, pois pode trazer consequências irreversíveis ao seu animal de estimação.